Google

O Google introduziu seu programa Android One no início deste ano, que se concentra na construção de smartphones com qualidade sólida e orçamento amigável, voltado para países em desenvolvimento. Naquela ocasião, a gigante de buscas deixou bem claro que, com a ajuda de alguns fabricantes, queria criar um grande impacto nos mercados emergentes – como a Índia, onde os primeiros dispositivos Android One foram revelados no mês passado.

Mas um rumor sugere que o próximo passo da Google é construir um concorrente para aquilo que não conseguiu comprar: o rei dos mensageiros, o WhatsApp, comprado pelo Facebook. A agência de notícias indiana, The Economic Times, muito confiável, afirmou que a companhia de Mountain View começou a trabalhar em um aplicativo de mensagens próprio que seguirá para mercados emergentes em primeiro lugar, antes de potencialmente ser lançado em outros lugares.

Citando fontes familiarizadas com os planos do Google, a The Economic Times diz que o suposto serviço vai provavelmente ser lançado em 2015 e que ele ainda está nos estágios iniciais de desenvolvimento.

 

Google

 

Mas daí você pode se perguntar: “E o Hangouts, como fica nessa história?” Uma maneira fundamental para diferenciar os dois serviços, é que nesse novo app mensageiro não seria necessário o uso de uma conta do Google e diferente do WhatsApp, que custa U$1,00 ao ano, o serviço seria inteiramente grátis.

Obviamente, se o Google conectar o futuro serviço ao Gmail, pode facilmente conseguir aumentar a base de usuários do novo app rapidamente, inclusive nos EUA, mas competir com WhatsApp e apps da sua turma rival, como WeChat, Line, Viber e ICQ, pode exigir muito mais flexibilidade e suporte para diferentes dispositivos do que o Google pode imaginar.

 

 

(Via Engadget)

Sobre o autor

Administrador e Editor – Graduado em Tecnologia da Informação e hard user de tecnologia