Gangnam Style

 

O videoclipe de “Gangnam Style” é oficialmente um fenômeno global que quebrou o YouTube. Como? O Hit viral de Psy, lançado em 2012, ainda é tão popular no site de streaming de vídeo que a tecnologia usada para contar o número de visualizações teve de ser atualizada, pois não conseguiria mais acompanhar “Gangnam Style”.

Nunca pensei que um vídeo seria assistido em números maiores que um inteiro de 32 bits (= 2147483647 visitas), mas isso foi antes de nós conhecermos Psy. (Porta-voz do YouTube)

O problema era que o YouTube usava uma base de 32-bit para contabilizar visualizações. Então, era possível armazenar os números de -2.147.483.648 (negativo mesmo) até 2.147.483.647. Assim, 2.147.483.647 era o número máximo de visualizações que um vídeo do YouTube poderia comportar. Mas o que então poderia ser feito para contornar o problema, já que “Gangnam Style” ultrapassou esse número? Segundo informação do Google, haverá uma atualização no YouTube

Gangnam Style foi visto tantas vezes que temos que atualizar!

Se simplesmente fosse alterado o contador para que ele aceitasse apenas valores positivos, poderíamos ter contagens até 4,3 bilhões aproximadamente. Mas será que ele não poderia quebrar novamente em um futuro próximo? Então, para evitar novos problemas o Google alterará o contador para uma base de 64 bits. Isso elevaria a capacidade de visualizações para aproximadamente 9,2 quintilhões. Não sabe o que é isso? É 9.223.372.036.854.775.808 para nos expressarmos melhor. Um número que nunca deve ser quebrado. Provavelmente não…

Agora, quando você passa o mouse sobre o contador de visualizações do vídeo de Gangnam Style, os números parecem enlouquecer. Confira lá. É um “pouco de magia matemática” de acordo com o YouTube. Uma curiosidade e tanto! A coisa piora ainda se pensarmos que a grande maioria dos que assistem o vídeo só entendem as palavras “sexy lady”. Incrível!

Então, está aí o maior fenômeno da internet mundial, só para contabilizar mais algumas visualizações:

 

 

(Via New Zealand Herald)

Sobre o autor

Administrador e Editor – Graduado em Tecnologia da Informação e hard user de tecnologia