Oculus Rift

Apesar de ter atraído a atenção do Facebook, a ponto de ser comprado pela quantia de 2 bilhões de dólares, o Oculus Rift, headset de realidade virtual, permanece ainda como um produto de nicho, um pouco distante de uma adoção em massa. Mas é interessante notar que de vez em quando surgem histórias incríveis que mostram que o interesse por este tipo de equipamento parece ser grande. Dessa vez, o relato veio de Priscilla Firstenberg – ela usou um kit de desenvolvimento do Oculus Rift para conseguir que sua avó doente fizesse um passeio final, fora dos limites da sua casa.

 

Oculus Rift

 

Roberta Firstenberg estava perdendo a batalha contra o câncer e sem forças para andar ao ar livre, mas sua neta entrou em contato com a Oculus VR e pediu um kit de desenvolvimento. Apesar de haver uma lista de espera grande em vigor, a empresa se sensibilizou e ofereceu-lhe uma unidade de empréstimo, com retorno quase que imediato. “Eu praticamente gritei ao saber…“, disse Priscilla ao The Rift Arcade.

 

Oculus Rift

 

Uma vez que o Oculus Rift foi ligado e estava pronto para ser usado, Roberta foi capaz de dar um passeio virtual ao ar livre, em volta de sua casa, algo que ela não tinha mais condições de fazer fisicamente. Após receber sugestões de várias pessoas por meio de comentários do YouTube, Priscilla conseguiu ligar um simulador do Google Street View para tornar possível que sua avó fizesse passeios para ainda mais longe. Como já era esperado, quatro semanas após usar pela primeira vez o Oculus Rift, Roberta Firstenberg faleceu. Mas sua neta não se esqueceu das palavras de alegria de sua avó:

 

Eu não posso acreditar, eu quero dizer que você ouve sobre essas coisas… É como cair em uma miragem, caindo direto para baixo em uma bolha de vida nova. É lindo! (Roberta Firstenberg)

 

Priscila disse que embora a experiência do Oculus Rift não tenha parado a doença que afetava sua avó, o que aconteceu com ela mostra o poder da realidade alternativa que o Oculus Rift pode criar. Aquela experiência conseguiu tornar os últimos dias daquela mulher um pouco mais agradáveis.

 

 

Via Digital Trends

Sobre o autor

Administrador e Editor - Graduado em Tecnologia da Informação e hard user de tecnologia