A Fujitsu acaba de lançar um gadget no mínimo interessante, que vale à pena você conhecer. Trata-se de um anel inteligente que monitora o movimento de sua mão, algo que já vimos antes, mas que nesse caso possui uma aplicação para a caligrafia. É exatamente isso que você está pensando! Se você já achou um grande barato a suposta caneta inteligente da Apple que escreve em todas as superfícies, imagine então poder escrever no ar. Bem futurista, não é? Ele foi desenvolvido para ser usado em conjunto com um Head Mounted Display (HMD), como um Oculus Rift e assim facilitar o envio de mensagens.

 

Anel inteligente da Fujtisu

 

Tudo que você precisa fazer é traçar letras no ar com o dedo e assim o sensor de movimento traduz esses rabiscos em caracteres utilizáveis, algo que pode ser muito útil se você precisar enviar uma resposta rápida quando você não tem acesso a um teclado.

O anel inteligente da Fujitsu não chega a pesar 10 gramas e já vem equipado com vários sensores, como acelerômetro e giroscópio, que tornam possível identificar os gestos do usuário, convertendo-os em caracteres.

O software do anel inteligente também possui a capacidade de identificar e descartar alguns gestos que não são desejáveis, como o do dedo se movendo para a posição correta da escrita, fazendo assim uma espécie de filtro para interpretar os movimentos.

O protótipo está longe de ser um acessório de moda (sério, basta olhar para ele), mas pelo menos há uma possibilidade real de você vê-lo em uso em breve. A Fujitsu já está submetendo o anel para testes no mundo real e o objetivo é colocá-lo em muitos dedos em algum momento do ano fiscal de 2015.

Talvez você não se dê ao luxo de comprar um anel inteligente como esse, quando estiver disponível. Mas não tem como negar que o desenvolvimento da tecnologia está atingindo níveis sonhados nos filmes futuristas de poucos anos atrás. Se algo assim será realmente útil para a sua rotina, só o tempo dirá.

Via Engadget

Sobre o autor

Administrador e Editor – Graduado em Tecnologia da Informação e hard user de tecnologia