Tudo bem que o Google tenha deixado de vender o seu Google Glass por hora. Mas essa atitude inesperada não significa que os seus concorrentes desistiram de seus próprios projetos  de óculos inteligente. Essa semana tornou-se disponível uma versão para desenvolvedores do Sony SmartEyeglass, no sistema de pré-encomenda. A ideia é que os desenvolvedores possam criar suas aplicação antes que ele fique disponível para às venda do público em geral, previstas para ocorrerem nos EUA, Reino Unido e Alemanha, a partir 10 de março.

Sony SmartEyeGlass

O Sony SmartEyeGlass pode projetar símbolos, textos e imagens no campo de visão do usuário, assim como o Google Glass, mas os óculos da gigante japonesa precisa ser emparelhado com smartphones compatíveis para funcionar. Além disso, a Sony parece sugerir que o seu óculos possuirá aplicações cotidianas. Um vídeo lançado juntamente com as informações de pré-encomenda, mostra um usuário vendo gigantes setas verdes de um GPS  apontando para o caminho do local de uma reunião com um amigo. Bem interessante, embora particularmente falando, ele continue parecendo bem feio.

Mas daí paramos no maior problema até  momento: o preço nos EUA, para os desenvolvedores é de absurdos US$ 840, sem impostos. Com um quadro como esse, começamos até a perceber que talvez tenhamos sido injustos com o Google, pois ele começa até a parecer interessante. É um fato que o óculos do Google é muito mais discreto e não acreditamos que você irá conseguir manter essa versão de desenvolvedor do Sony SmartEyeglass por muito tempo em seu rosto.

Sony SmartEyeGlass

Além dos EUA, Reino Unido e Alemanha, a empresa diz que está tornando disponível a versão de desenvolvedor do Sony SmartEyeglass para clientes empresariais em outros países europeus, possivelmente para ajudar a impulsionar o desenvolvimento de aplicativos de uso industrial. A empresa acredita que será conseguir sucesso em ambientes de negócios, caso haja um correto desenvolvimento de aplicações para o setor. Na CES deste ano, a empresa já havia sugerido que o volumoso gadget pode ser excelente para encontrar caixas em um armazém. Será?

 

Via The Verge 1 e 2 

Sobre o autor

Administrador e Editor – Graduado em Tecnologia da Informação e hard user de tecnologia