O que vimos hoje sobre o Apple Watch durante a keynote da Apple, parece mais um complemento do que uma apresentação em si. Muitos dos detalhes falados sobre novo gadget da empresa já haviam sido mencionados no evento de setembro. Mais algo muito importante ainda permanecia como um grande mistério, com muitas especulações: a duração da bateria. Claro, que além disso, todos queriam as confirmações dos preços desses smartwatches. Então prepare-se porque nós temos duas notícias para você: uma boa (nem tanto) e outra (muito) ruim!

applewatchhands001.0

Foi o próprio CEO da Apple, Tim Cook, que anunciou a duração da bateria. Inicialmente ele disse que o relógio teria uma “all day battery” e depois com um sorriso amarelo explicou que ela teria 18 horas de duração e que isso seria suficiente para uso em um “dia inteiro” para a maioria das pessoas. Muitos chegaram a afirmar em suas especulações que essa bateria teria duração de apenas 2,5 horas no pulso de “hard users”. Então, essa é a notícia boa! OK, mas tanto assim, não é mesmo?

A bateria deverá obrigatoriamente ser recarregada todos os dias à noite, como você deve fazer com seu iPhone. Mas nós estamos falando de um relógio, então isso deve trazer alguns inconvenientes para aqueles que costumam esticar sua jornada e entrar pela noite. Então é bom manter um carregador sempre por perto.

Detalhes do Apple Watch

Vamos falar dos preços: eles já são bem altos no EUA e haverá três versões do Apple Watch:

  • Apple Watch Sport custará US$ 349, em uma versão de 38 mm e US$ 399 na versão de 42 mm;
  • Apple Watch Edition, custará US$ 549 em uma versão de 38 mm e US$ 599 na versão de 42 mm (vale lembrar que essa versão possui alumínio reforçado);
  • Apple Watch Gold, uma versão em ouro 18 quilates, custará a partir de US$ 10.000.

Sabemos que você deve ter escutado o som da caixa registradora no momento da leitura desse parágrafo. Afinal, dez mil dólares é assustador. Mas você pode cair para trás se perceber um detalhe: “a partir…”. Nem foi mencionado qual seria o tal valor máximo desse modelo do Apple Watch. Preferimos nem imaginar.

screen-shot-2015-03-09-at-12-59-22-pm

A pré-venda do smartwatch da Apple começa em 10 de abril, nos seguintes países: EUA, Reino Unido, Alemanha, França, Austrália, China, Hong Kong e Japão. Haverá relógios nessas Apple Stores para os clientes experimentarem e receberem demonstrações. As vendas começam em 24 de abril. Nada foi dito sobre disponibilidade no Brasil e muito menos sobre os preços por aqui. Mas é melhor nem pensar muito sobre isso, por enquanto.

Falando um pouquinho mais das funções, algumas coisas legais foram mencionadas. Poderemos receber muitas notificações do iPhone pelo Apple Watch e será possível utiliza-lo para abrir a porta de um hotel, assim como abrir a portão da garagem de casa remotamente. Também poderemos, com a configuração correta, assistir a um stream em vídeo do que ocorre em nossa garagem, diretamente pelo relógio. Muito bom!

Veja abaixo uma bela galeria de fotos, disponibilizada pelo pessoal do The Verge, mostrando alguns dos apps já disponíveis:

Via The Verge

Sobre o autor

Administrador e Editor - Graduado em Tecnologia da Informação e hard user de tecnologia

  • Juca

    Muito oba oba encima deste relógio. Quero ver na prática se ele vai ser útil. Achei algumas coisa legais, mas outras apenas papagaiada da Apple. Sobre o preço não tem muito o que dizer, habitualmente caro demais.

  • REVIGORARE

    Ou seja, uma porcaria cara demais que não serve para nada extraordinário que os relógios das outras marcas não fazem, e se bobear, fazem melhor

    • Yan Serafin

      Com certeza os demais smartwatches fazem a mesma coisa, tenho um moto 360 que não perde em nada para esse Apple Watch e custa muito menos.