A Apple anunciou esta semana o seu novo serviço de streaming de música , Apple Music. O serviço rivaliza diretamente com o já estabelecido Spotify, que ao que parece não está assim tão preocupado como talvez se imaginasse. O CEO do Spotify revela números empolgantes sobre o serviço e demonstra crescimento a passos largos em sua base de usuários.

Spotify

Guerra entre Spotify e Apple Music

Uma postagem no blog do Spotify revela que  20 milhões de pessoas estão agora usando o serviço premium e pago do  Spotify. Esse é um número que mostra a força do Spotify e que a Apple não terá vida fácil nesse mercado. Esse número também é o dobro dos 10 milhões que se tinha neste período no ano passado. São agora 75 milhões de usuários ativos no total, o que representa uma incremento de quase 90% quando comparado aos 40 milhões de usuários ativos em 2014.

A boa notícia para o Spotify é que o aumento tem sido expressivo não só em seu serviço gratuito, mas também na base de usuários que pagam pelo serviço premium. O anúncio do Spotify também se dirigiu aos que acusam o serviço de não remunerarem adequadamente as gravadoras. O comunicado do Spotify revela que já se pagou até agora mais de US$ 3 bilhões em royalties e que somente entre janeiro e março deste ano já foram mais de US$ 300 milhões.

Talvez seja agora mais difícil para o Spotify manter essa taxa de crescimento de um novo assinante a cada 3 segundos, já que a Apple entrou na briga, mas o CEO do Spotify Daniel EK revelou que a empresa levantou mais de US$ 500 milhões para proteger o seu mercado da Apple.

Conforme anunciado esta semana na WWDC , o Apple Music estará disponível a partir de 30 de junho, custando US$ 9,99 por mês e usuários Android também poderão usar o serviço.

Via The Verge

 

 

Sobre o autor

Editor - Graduado em Marketing e hard user de tecnologia