De acordo com um novo estudo publicado na conceituada revista Nature, pesquisadores da Universidade do Estado do Arizona (ASU)  criaram o primeiro feixe de laser branco do mundo. A tecnologia poderá ser um fonte de luz alternativa tanto para iluminar as residências, quanto para serem usadas nas telas dos aparelhos eletrônicos. O uso de lasers são mais eficientes do que os LEDs e segundo os pesquisadores o laser branco pode proporcionar 70% a mais de cores do que o padrão de telas atuais.

Feixe de Laser Branco

As aplicações para o feixe de laser branco desenvolvido na Universidade do Arizona, poderá ir além  do uso em telas de eletrônicos. Segundo os pesquisadores, o laser branco poderia ser usada em Li-Fi, uma tecnologia em desenvolvimento que utiliza várias cores da luz para permitir alta velocidade de acesso à Internet sem fios. Atualmente, os LEDs estão sendo usados ​​para desenvolver a tecnologia Li-Fi, que é 10 vezes mais rápida do que a atual baseada em rádio Wi-Fi. Ning e seus colegas argumentam que o Li-Fi à base de lasers brancas poderia ser até 100 vezes mais rápido do que a baseada em LED Li-Fi.

Nos últimos 50 anos, os lasers têm sido capazes de emitir apenas um comprimento de onda em um feixe luz. Para criar o feixe branco, os investigadores da ASU fabricaram três semicondutores extremamente finos, da espessa de um milésimo de um fio de cabelo humano, e os alinhou paralelamente. Cada semicondutor emite uma das três cores primárias e são, então, combinados em conjunto para formar o branco. Todo o dispositivo pode também ser ajustado para criar qualquer cor no espectro visível.

96380.0 2

Não há dúvida que em algum momento a tecnologia de feixe de laser branco irá surgir em nossos dispositivos eletrônicos, mas como toda nova tecnologia descoberta, precisará ainda passar por bom período de testes e aperfeiçoamento. De qualquer forma, é muito legal saber que uma nova fronteira se abriu no desenvolvimento futuro de nossos gadgets.

Via The Verge

Sobre o autor

Editor – Graduado em Marketing e hard user de tecnologia