Um alto político da extrema-direita francesa não gostou nada nada de uma selfie considerada pouco lisonjeira, tirada por um homem em pleno voo. O político chama-se Jean-Marie Le Pen e ele “quer a cabeça” do dançarino Brahim Zaibat a todo custo. Entenda o motivo.

Selfie meteu esse homem em um baita problema Jean-Marie Le Pen

Zaibat, que dizem ser um ex-namorado de Madonna (!), tirou a selfie acima, enquanto Le Pen estava adormecido em um vôo em dezembro passado. Isso foi exatamente um dia antes do público francês ir às urnas em eleições regionais. Veja a legenda da selfie, que de cara, foi parar no Facebook, Twitter e Instagram:

“Coloque-os pra fora amanhã, indo votar, para preservar a fraternidade francesa”

A foto de Le Pen cochilando começou a rodar nas redes sociais e viralizou rapidamente, gerando milhares de comentários e curtidas. O partido não conseguiu os resultados que esperava e Le Pen atribui à selfie a causa provável do desempenho decepcionante do partido. Furioso, Le Pen está reivindicando na justiça o valor de €50.000, o equivalente a mais de R$220.000, por danos morais causados por Zaibat. E não é só isso. Ele quer também um pedido público de desculpas. O político afirmou à revista francesa Public, que a selfie “prejudicou a sua imagem e foi fundamental para a derrota do partido, violando sua privacidade.”

Selfie meteu esse homem em um baita problema Jean-Marie Le Pen

Le Pen, que fundou o partido Frente Nacional da França, em 1972 e conduziu-o por quase 40 anos, foi expulso em 2015 pela nova presidente do partido, que, acredite ou não, é a sua filha. O atrito aconteceu depois de declarações bombásticas sobre o holocausto, que só agravaram ainda mais a sua imagem de político radical.

A primeira audiência na justiça deve acontecer ainda esse mês. Zaibat até agora não comentou nada sobre a selfie ou do problema que se meteu. Se ele queria influenciar o resultado das eleições, parece que conseguiu. Mas diante de tamanho problema repercussão, provavelmente ele pensará duas vezes antes de tirar fotos de políticos dormindo, nas próximas vezes que entrar em um avião.

Via Digital Trends

Sobre o autor

Administrador e Editor - Graduado em Tecnologia da Informação e hard user de tecnologia