Windows Defender

Não vamos negar que o Windows Defender ainda, hoje, tem uma má reputação. Seu mau desempenho no Windows XP o levou ao ostracismo total.  Os usuários preferiram outros softwares para proteger seus computadores. No entanto, o Windows Defender tem evoluído nos últimos anos junto com o próprio Windows . Por esta razão, e uma vez que chegou a 10 Atualização de Aniversário do Windows, é hora de reconhecer os méritos que atualmente tem o software de segurança da Microsoft e indicar as 5 razões pelas quais podemos usar o Windows Defender.

Windows 10 tips & tricks

1 – Integrado no sistema

Embora não pareça ser uma razão para usá-lo, mas é sim. A integração permite que o Windows Defender tenha alguma vantagem sobre os outros antivírus e antimalwares. Para começar, não precisa baixar e instalar nada, por isso é mais confortável para o usuário. Em adição, através da sua integração é facilmente manipulável a partir de qualquer sistema operacional da Microsoft e pode remover o malware a partir do Windows Recovery Environment. Em adição, as atualizações são integradas diretamente no sistema operacional.

2 – Gratuito

Sim, é verdade que nem sempre baixamos programas gratuitos só porque não custam dinheiro. No entanto, sim nós geralmente queremos encontrar bons programas gratuitos. O problema é que a grande maioria dos antivírus tem duas opções ao instalar. A muito mais completa do que a primeira versão gratuita é a versão paga. Isso não acontece com o Windows Defender. Este é um software gratuito da Microsoft na íntegra, por isso nunca se vai encontrar um aviso para pagar se quisermos acessar uma nova funcionalidade.

3 – É no nível de outros concorrentes

Para a maioria dos usuários, o Windows Defender é tudo que precisam para proteger seu computador. É verdade que alguns usuários preocupados com sua privacidade, não estão confortáveis com a ideia da gigante de Redmond também proteger seu PC. Mas para 90% dos usuários, as soluções oferecidas pelo Windows Defender são suficientes. De fato, em abril deste ano constatou-se que o Windows Defender teve uma taxa de detecção de 99,8% em testes de prevalência de malware.

4 – Atualizações com base na nuvem

Sim, muitos programas já incluem antimalware, mas o Windows Defender permite  atualizações praticamente em tempo real desde que esteja sempre conectado à Internet para receber as últimas atualizações. Todo mundo sabe que a pior coisa é quando um software malicioso novo aparece  e que o mais seguro para evitar a infecção é que o nosso programa de segurança possa ser atualizado a qualquer momento e lugar. Com a nuvem do Windows Defender você consegue isso.

5 – Windows Defender é bom o suficiente

Finalmente, o Windows Defender é bom o suficiente para se tornar o software de segurança da maioria dos usuários de Windows. Em adição, o fato de um antivírus detectar muitas ameaças não implica que isso é bom . Além disso, se bons hábitos de segurança são praticados, o software de segurança deve detectar alguns poucos casos em nosso computador. Como se diz, a maior porta de entrada para vírus somos nós, os usuários.

via SofZone

Sobre o autor

Programador, Graphic e Web Designer, D Silva é um heavy user de internet e tecnologia em geral buscando sempre estar atento à vanguarda.

  • Carlos

    Legal o artigo. Acaba com alguns mitos. Uso Mac e Windows. No Mac não uso antivírus e no Windows só uso Defender. Com certeza, o usuário é o maior perigo .

  • Pedro

    Uso o Defender em conjunto com o Antimalware Zemana…ótima combinação…tranquilo.

  • Alef C

    Maior questão é o usuário nao ser ignorante, Windows defender é um ótimo anti vírus eu uso e recomendo pela integração e pelo fato dele nao ter que ficar se cadastrando ou oferecendo versão teste premium que muitos usuários caem e depois de 30 dias ficam sem anti vírus.