Sabem aquelas ocasiões em que bate o desespero quando não se encontra uma rede wi-fi por perto e o plano de dados já estourou?! É muito comum vermos pessoas pedindo para os amigos compartilharem a internet do smartphone. Mas e se você pudesse fazer o mesmo quando estivesse sem bateria? Não seria ótimo? Pois se depender da Sony e sua nova patente registrada sob o número US 20170064283, isso será bastante fácil. Sem nenhum cabo, você poderá roubar um pouquinho da bateria do seu colega.

Quando soube da patente da Sony, registrada na última sexta-feira, lembrei de muitos amigos que se enrolam com a questão da bateria. Ela é baseada em um trabalho atribuído ao trio James Richard, True Xiong e Charles McCoy.

Sony criou um método para você roubar a bateria do smartphone alheio

Recarregar a bateria… eis a questão!

O pedido de patente US 20170064283 foi publicado na última sexta-feira, com um método para transferência de energia sem fios entre dois aparelhos eletrônicos de consumo – smartphones, geladeira, TV, computador, máquina de lavar, forno microondas, etc. Mas é melhor ir com calma na empolgação! Não comece a se imaginar pegando a energia da torradeira para abastecer seu smartphone. A pesquisa do trio tende bastante a ser focada em encontrar e administrar hotspots para compartilhamento de energia, sem uso de cabos.

Os dispositivos abrigariam um sistema de antenas, composto ao menos de duas antenas – uma para transferência de eletricidade e outra para transferência de dados. Sabemos que o NFC tem sido uma aposta constante da Sony. Assim, como a empresa já é, por muito tempo, apoiadora da tecnologia NFC, fazendo uso, inclusive dela para a sincronização entre seus aparelhos mobile e outros hardwares, parece que essa nova patente tem um objetivo: expandir a capacidade do NFC para o compartilhamento sem fio de energia.

Sony criou um método para você roubar a bateria do smartphone alheio

Além disso, o pedido de patente menciona um mecanismo para a procura de antenas para transferência de energia sem fios, da mesma forma como ocorre em uma pesquisa rede de dados wi-fi. Se você encontrar vários dispositivos capazes de transferir eletricidade sem fio, você teria que escolher de qual delas você deseja receber dados e de qual deseja receber energia sem fio. Bacana, não? O mecanismo de funcionamento não foi descrito, mas mesmo que não seja mencionado na patente, não duvido nada que a Sony pretenda criar uma espécie de banco de energia com antenas NFC, que ficariam espalhados em pontos estratégicos. Será?

É bom lembrar que o NFC é uma comunicação de curta distância e baixa potência, usada para a transferência de dados. Assim, atualmente dois dispositivos devem necessariamente estar muito próximos para que ocorra a transferência adequadamente. É bem possível, que transferências sem fio de energia sejam ainda mais complicadas. Segundo as discussões iniciais, seria muito provável que a energia de um dispositivo fosse drenada muito rapidamente, recarregando apenas de forma apenas parcial o segundo. Mas só o fato de termos estudos nessa direção, já nos traz expectativas animadoras.

 

Via Digital Trends

Sobre o autor

Administrador e Editor – Graduado em Tecnologia da Informação e hard user de tecnologia