Más notícias para a linha Galaxy Note nos Estados Unidos: pouco mais de 10.000 baterias do Galaxy Note 4 estão sendo substituídas por risco de superaquecimento que podem levar a queimaduras ou incêndios.

Este recall é muito diferente do aconteceu no fiasco do Note 7 no ano passado, que afetou diversos telefones e aconteceu por causa de uma falha de design. O recall do Note 4 é muito mais limitado e nem parece ser culpa da Samsung.

Galaxy Note 4 com Bateria Falsificada

Apenas os telefones restaurados (refurbished) através de um programa de seguro da operadora norte-americana AT & T e tratados pela FedEx Supply Chain estão sendo impactados pelo recall. Alguns dos telefones restaurados aparentemente acabaram com baterias “falsas” que incluem anomalias que poderiam fazer com que elas se sobreaquecessem.

Felizmente, o Note 4 possui uma bateria substituível, o que facilita todo o processo. Os proprietários podem comprar uma bateria nova para usar no telefone até que o recall seja feito. A FedEx está atualmente enviando baterias de substituição para os aparelhos afetados.

Recall Samsung Galaxy Note 4

Embora o Note 4 seja um telefone lançado a três anos, as unidades afetadas foram enviadas recentemente. Todos foram distribuídos entre dezembro de 2016 e abril de 2017. Até agora, só houve um relato sobre superaquecimento de um telefone e nenhum dano a pessoas ou propriedades foi registrado. A Comissão de Segurança dos Produtos do Consumidor dos EUA alerta para que qualquer pessoa com um desses telefones deve parar de usar a bateria imediatamente.

Ainda bem que o caso por enquanto está restrito a esses usuários que tiveram seus aparelhos remodelados nos Estados Unidos. Os usuários do Galaxy Note 4 no Brasil podem felizmente dormir tranquilos.

Via CPSC

Sobre o autor

Editor – Graduado em Marketing e hard user de tecnologia