A Nikon possui uma nova DSLR Full Frame: a D850. Anunciado hoje, a D850 é um monstro de câmera em termos de especificações, e claro, com preço monstruoso também . Nos Estados Unidos ela custará US $ 3.299, equivalente a R$ 10.358.

A D850 promete ser a câmera Full Frame de preferência entre os profissionais de fotografia, semi-profissionais e até amadores que não enxergam o preço dela como sendo um problema. De qualquer forma essa sem dúvida deverá ser a principal câmera da Nikon no futuro.

Nikon D850

Esta câmera tem quase tudo o que você poderia querer de uma DSLR Full Frame nos dias de hoje. É construída em torno de um robusto sensor CMOS de 45,7 MP e para lidar com os mega arquivos gerados pela câmera, a Nikon incluiu seu processador de imagem Top-line Expeed 5.

A Nikon também acompanha uma grande tendência nas câmeras digitais de não incluir um filtro Low Pass na D850, que, combinado com a alta contagem de megapixels, significa que a câmera deve poder capturar detalhes incríveis.

No entanto, a Nikon não está posicionando a D850 como simplesmente uma ótima ferramenta para fotógrafos de estúdio. Na verdade, a D850 se sai muito bem em quase qualquer cenário de filmagem, a julgar por suas especificações.

Nikon D850 Câmera

Nikon D850: Especificações

Tudo começa com as capacidades de vídeo da D850, com capacidade de capturar imagens em 4K UHD a 30 ou 24 imagens por segundo ou em 1080p de vídeo em até 120 fps. Há também um modo de vídeo time-lapse em 8K , que é o dobro da resolução que normalmente é encontrada nas DSLRs atuais.

Mas a câmera também é relativamente rápida quando comparada com suas principais concorrentes, mesmo considerando o tamanho dos arquivos que ela pode gerar. Possui o mesmo sistema de autofoco robusto de 153 pontos (99 cross type) usado na D5 e pode gravar 7 quadros por segundo com uma resolução completa de 45,7 megapixels. Possui um buffer de 51 imagens para arquivos RAW sem perda de 14 bits ou 170 disparos de imagens em 12 bits.

Nikon D850 Frente

Há também uma opção de “filmagem silenciosa”, algo mais comumente visto em câmeras sem espelho, não DSLRs, que permite aos usuários disparar até 6 fps em resolução total (ou até 30 fps a 8,6 megapixels). Isso é feito através do modo Live View da câmera, onde o espelho permanece fora do caminho e, portanto, a limitação aqui é que a exposição e foco da câmera serão bloqueados a partir do primeiro quadro para a frente. Mas, na configuração correta, isso pode ser de grande ajuda, e ajuda (um pouco) a compensar uma das maiores falhas atuais de DSLRs quando comparadas a câmeras sem espelho.

Nikon D850 Slot

 

Slot de Memória e Conectividade

A D850 tem dois slots para cartões de memória – um XQD e um SD, para ajudar a capturar todos esses dados e a bateria durará cerca de 1.800 tiros (ou 70 minutos de vídeo). Na parte de trás possui uma tela tátil de 3,2 polegadas, que está rodeada por botões iluminados. Tem um grande visor com uma ampliação de 0.75x, o mais alto em uma Nikon DSLR, de acordo com a empresa. Wi-Fi, Bluetooth e Snapbridge (a solução da empresa para manter uma conexão constante com seu smartphone) também estão incluídos.

A D850 parece uma mistura das melhores coisas que a Nikon está fazendo em ambos os extremos da sua linha de DSLRs. Ela tem a maior parte das ferramentas de câmeras profissionais como a D5, mas com uma grande parte da acessibilidade e versatilidade que você normalmente precisa nas DSLR’s de nível de entrada da empresa. Essa abordagem “melhor de todos os mundos”, obviamente, não será barata, mas isso não deve ser um problema para o sucesso da D850.

Via Nikon

Sobre o autor

Deborah é fotógrafa profissional e amante de tecnologia. Está sempre antenada com os novos equipamentos ligados ao mundo da fotografia.