A HTC anunciou hoje que fará uma interrupção na negociação de suas ações na bolsa amanhã, devido a um “grande anúncio” que será feito. No início deste mês, surgiu um rumor de que a empresa estaria na fase final de uma negociação para ser comprada pelo Google, e a notícia acima parece ser o preparativo para o anúncio oficial de que o negócio foi concluído.

Indagada se a empresa seria de fato vendida para o Google, a empresa foi evasiva em sua resposta: “A HTC não faz comentários sobre rumores ou especulações do mercado”. Mas os fatos sobre essa situação da HTC falam por si mesmos: a empresa vem operando com uma perda muito grande a mais de um ano e, apesar do excelente lançamento de seu smartphone U11, não parece ter sido capaz de sobreviver sem a injeção de capital externo.

HTC U11

HTC U11

O Google e a HTC já possuem uma relação entre si há algum tempo. Tendo trabalhado juntas em um passado recente, no desenvolvimento dos smartphones Google Pixel e Pixel XL. Os últimos rumores também apontam que a HTC pode ser responsável pela fabricação do Google Pixel 2017.

A aquisição representaria um grande passo para o Google, que tem o objetivo de desenvolver e expandir sua própria divisão de hardware. O Google já chegou a ser proprietária da Motorola, mas isso durou um curto período de tempo até a Motorola ser passada adiante. O que aconteceu desde então é que o Google re-contratou o chefe da Motorola, Rick Osterloh, e fundou uma equipe de hardware sob sua administração. Claude Zellweger, o principal designer da HTC Vive, também está no Google, trabalhando no sistema de realidade virtual Daydream.

HTC Pode Vender Apenas Uma de Suas Divisões

O cenário ainda está indefinido, não se sabe ao certo se teremos uma compra total da empresa pelo Google, ou se apenas será anunciada a compra da divisão de smartphones ou então da divisão Vive VR.

Também é peculiar que a HTC dê aviso prévio de interromper a negociação da ações, esses movimentos geralmente são feitos imediatamente e projetados para evitar que os acionistas sejam assustados por notícias desfavoráveis ​​e se apresentem para vender suas ações. A empresa está antecipando notícias desagradáveis ​​para seus acionistas? A coisa mais prejudicial para eles provavelmente seria a perda da unidade Vive VR, que tem o maior potencial de crescimento.

Teremos que esperar até amanhã para sabermos de fato o teor deste “grande anúncio” da HTC.

Via Digital Trends

Sobre o autor

Editor - Graduado em Marketing e hard user de tecnologia