Mal começou o ano e já temos uma enorme falha sendo descoberta. O site britânico The Register fez uma longa reportagem sobre uma grave falha de segurança que atinge simplesmente todos os processadores Intel fabricados nos últimos 10 anos.

Segundo o The Register, se trata de uma falha de design que expõe áreas da memória Kernel que deveriam ser protegidas. A falha permitiria que qua qualquer um com um software mal intencionado fosse capaz de ter acesso a informações sensíveis, como nomes de usuário e senha.

O que traz grande preocupação é que o Kernel é justamente quem possui privilégios importantes dentro da arquitetura do sistema operacional, e sua exposição é considerada gravíssima.
de acordo com o site, o erro está presente em modelos de arquitetura x84 e também nos de 64-bits, e atinge tanto o Windows como Linux e macOS.

Reparo Diminuirá Desempenho

Segundo a reportagem, um conserto deve estar a caminho, mas ele significará uma queda de desempenho que pode variar entre 5% a 30%. O motivo da perda de desempenho nos processadores Intel é que os desenvolvedores para resolver a questão precisarão separar completamente a memória do Kernel do isolamento da Tabela de Página do Kernel (KPTI). “Essa atualização do KPTI leva o kernel a um endereço completamente separado, então, ele não apenas fica invisível para um processo em execução como não fica lá de modo algum”, explica a reportagem.

A Microsoft e a Linux Foundation já prometeram para as próximas semanas um pacote de atualização para reparar a falha nos processadores  Intel. Ainda não tivemos um posicionamento da Apple.

Via The Register

Sobre o autor

Derek é formado em engenharia eletrônica e já trabalhou em diversos campos da tecnologia. Apaixonado pelo mundo High-Tech, escreve artigos para o 88MPH.