Falha FREAK: veja o que você deve fazer para se proteger

Há poucos dias mencionamos aqui no site sobre a séria falha FREAK, que atingia vários sistemas e navegadores. Depois disso houve a divulgação que ela atingia também o Windows, além do OS X, iOS e Android, conforme destacamos. Os pesquisadores que descobriram a falha divulgaram, inclusive, sites de grandes corporações, supostamente seguros, que estavam sucetíveis à falha. Ela força esses sites a usar uma criptografia mais fraca, para que em pouco tempo, ela seja quebrada. Saiba agora se você já pode se proteger e o que fazer, de acordo com o seu dispositivo.

Correção da falha FREAK

Primeiramente, descubra se o seu dispositivo e navegador estão abertos a ataques. Você pode fazer isso visitando o site freakattack.com.

Apple

Se o seu dispositivo for da Apple, você já pode dormir tranquilo, mas apenas se executar uma atualização. No iOS 8.2, o Safari foi corrigido, não sendo mais suscetível à falha FREAK. Essa atualização saiu segunda à noite, após o evento do Apple Watch e do Novo Macbook. Veja nesse artigo, como executar a atualização e onde achar os links.

Se você utiliza um Mac, disponibilizamos abaixo alguns links para downloads do Security Update 2015-002 do OS X. Nessa página da Apple, você encontra mais explicações sobre a atualização.

Se você possui um Apple TV, deve atualizá-lo para o Apple TV Software 7.1.

Microsoft

A instalação da correção no Windows foi liberada há algumas horas e é muito fácil de ser executada: basta rodar o Windows Update < Procurar atualizações e ver se encontra a atualização KB3046049. Depois de encontrar, basta instalá-la. Essa atualização do Windows serve também para dar fim, de uma vez por todas, ao persistente worm Stuxnet. Ele existe desde 2010 e apesar da Microsoft ter lançado um patch anteriormente, ele continuava a fazer estragos.

Correção da falha FREAK

Google

O Google correu e já atualizou o Chrome do OS X para a versão 41, corrigindo a falha. Também foram atualizados o navegador do Android 4.3, mas ainda não vimos notícias sobre o Chrome no Android.

Opera

O navegador Opera também apareceu listado como suscetível à falha no OS X e no Linux. Mas ainda não houve notícias sobre a liberação da atualização.

BlackBerry

O BlackBerry Browser também está na lista da FREAK, mas a BlackBerry não deu informações sobre correções.

Assim que tivemos notícias sobre as correções visando para fechar a falha FREAK em outros sistemas, atualizaremos esse artigo. É bom correr e não dar bobeira!

Via Engadget

Post Author: Benicio Brown

Administrador e Editor - Graduado em Tecnologia da Informação e hard user de tecnologia