Streaming gratuito do Spotify está sob bombardeio da Apple

Nós, do 88MPH, amamos mídias digitais e por isso mesmo, não poderíamos deixar de elogiar o Spotify, serviço de streaming de músicas, que já alcançou 60 milhões de usuários no mundo. Ele já está em praticamente todos os dispositivos, chegando até mesmo no PlayStation. Além de ser excelente, algo que chama atenção, é a possibilidade de adquirir uma conta para um serviço de streaming gratuito, com algumas limitações. Mas você utiliza o sistema no computador, então, não deve nem notar limitações, pois elas são quase inexistentes. Mas depois da Taylor Swift, o serviço ganhou um inimigo de peso e já esperado: a Apple. Tudo por causa do relançamento do Beats, serviço de streaming adquirido pela empresa de Cupertino.

Apple está tentando matar serviços de streaming gratuitos como o SpotfyEspera-se que o Beats seja relançado em Junho, na WWDC e liberado para todos até o final do ano. Claro, a concorrência será difícil, pois além do Spotify, existem outros bons serviços no mercado, como o Rdio e o Deezer. Mas como a Apple não entra para perder em nenhum segmento, já aguardávamos que ela agisse para se preparar para a disputa. Mas infelizmente nesse caso, a notícia não deve ser boa para ninguém. 

Segundo o site The Verge, múltiplas fontes afirmaram que a Apple está pressionando as gravadores, com táticas não informadas, para atacar serviços que mantém planos gratuitos. O site afirma também, que o Departamento de Justiça dos Estados Unidos, está investigando a empresa devido à essa pressão e influência junto às gravadoras, pedindo o fim da autorização aos serviços gratuitos. Os rumores afirmam que as gravadoras estão dispostas a não renovar os contratos para cessão de direitos de obra artística, se o Spotify não mantiver apenas contas premium.

E a história deve ser verdadeira mesmo, porque o New York Post relatou que a Comissão de Concorrência da União Européia também está investigando a suposta pressão que a Apple está exercendo sobre gravadoras.

Se isso realmente viesse a acontecer, cessando a oferta do serviço de streaming gratuito do Spotify e de outros, a Apple iniciaria seu serviço com muito mais atratividade. E a empresa já começaria com grandes possibilidades de arrebanhar muitos usuários, podendo conseguir, muito mais rapidamente, uma grande fatia de mercado.

Apple está tentando matar serviços de streaming gratuitos como o Spotfy

E as notícias não param por aí. Deve sobrar para o YouTube também! A Apple está prometendo mundos e fundos à Universal Music, para que ela retire por completo toda sua obra do site de vídeos do Google. A gigante de buscas, aliás, já tem um grande problema relacionado aos seus licenciamentos, seguindo ameaçada por um bilionário do ramo musical.

Nós torcemos para que o modelo de streaming gratuito do Spotify permaneça ativo, pois afinal de contas, a empresa remunera muito bem as gravadores por ele e o mantém com a veiculação de propagandas. Se olharmos por esse lado, não nos parece tão diferente deu uma rádio convencional. A questão é comercial e a briga será terrivelmente grande.

É fato! Matando o streaming gratuito, posteriormente serão necessárias diversas ações para combater a pirataria. Vamos esperar para os resultados.

 

Via The Verge

Post Author: Benicio Brown

Administrador e Editor - Graduado em Tecnologia da Informação e hard user de tecnologia