E-volo 2X mostra que o transporte de pessoas por drones está muito próximo

Se existe uma tendência nas novas tecnologias empregadas na aeronáutica, essa é chamada VTOL (acrônimo para Vertical Take-Off and Landing), que significa “Decolagem e Aterrissagem Vertical”. Estas aeronaves tem sido chamada por muitos de “carros voadores”, mas provavelmente deveríamos pensar nelas mais como uma mistura de Drones com helicópteros. Várias empresas tem trabalhado em projetos desse tipo, como a Uber, DARPA e a Airbus, que tem um projeto fantástico. Hoje falaremos da E-volo.

A E-volo, que é uma empresa de aviação alemã, vem desenvolvendo há vários anos tecnologia para ultraleves e “multicópteros”. O Volocopter VC200, da empresa, é um híbrido de drone e helicóptero, que possui 18 rotores (sim, 18 rotores!!!) e realizou seu primeiro voo com tripulação no ano passado. Mas nesse final de semana, na AERO, a maior feira de aviação da Europa em Friedrichshafen, na Alemanha, a E-volo revelou seu primeiro modelo para produção comercial: a 2X.

E-Volo 2X

Não espere do 2X nenhuma potência da aviação moderna, pois esse não é o objetivo. Ele tem uma escala máxima de 17 milhas, voando em uma velocidade de 43 mph. Seu tempo de vôo máximo é de 27 minutos a uma velocidade de cruzeiro ideal de 31 mph. Mas se a escala não fosse uma preocupação, o 2X poderia voar em uma velocidade máxima de 62 mph. A máquina toda possui pouco mais de dois metros de altura, e pode levar até nove baterias de íon de lítio. Demora cerca de 120 minutos para que as baterias sejam totalmente carregadas em uma tomada elétrica convencional.

Mais do projeto da E-volo

O 2X é um projeto de fácil assimilação estética. Suas portas são envidraçadas e seus dois assentos são estofados em couro. A E-volo claramente pensou na experiência do conforto e no passeio em si. A empresa diz que a tecnologia permite controle remoto e autônomo do vôo. Ela ainda relata que seu projeto piloto de táxi aéreo será iniciado comercialmente em 2018. Mas este ainda será controlado por um piloto, devido aos regulamentos atualmente aplicáveis na maioria dos países.

E-Volo 2X

E-Volo 2X

A E-volo ainda destaca que sua aeronave é livre de emissões e fácil de operar graças à sua tela sensível ao toque e ao que ela chama de joystick. Ela diz que o 2X marca “a primeira vez que o sonho dos humanos de vôo pessoal como rotina diária poderá ser realizar”. A empresa afirma que a NASA está interessada no modelo e empresas do Vale do Silício têm mantido contato. Portanto, não se assuste se em breve aparecer algum 2X “zumbindo” sobre os telhados das sedes do Google e do Facebook.

 

Via The Verge

Post Author: Benicio Brown

Administrador e Editor - Graduado em Tecnologia da Informação e hard user de tecnologia