Intel afirma que falha de segurança também atinge processadores da AMD e ARM

A Intel fez um comunicado em resposta a notícia veiculada ontem de que os processadores da empresa possuem uma falha de segurança e que as correções de software podem tornar os PCs mais lentos. Segundo a declaração da Intel, não são somente os seus processadores que estão expostos a essa falha, mas processadores de empresas como AMD e ARM passam pelo mesmo problema.

A Intel argumenta que está trabalhando com a AMD e a ARM em uma declaração conjunta, apesar do engenheiro da AMD, Tom Lendacky, ter dito anteriormente que “os processadores AMD não estão sujeitos a esses tipos de ataques e que o recurso de isolamento da tabela de página do kernel protege seus processadores.”

A Intel diz que planeja divulgar essa declaração em conjunto com as outras empresas já na próxima semana, mas que está emitindo uma declaração hoje devido ao que ela descreve como “relatórios imprecisos da mídia”.

Tudo índica que que as correções de firmware causariam desaceleração do desempenho em PCs e a Intel não chega a negar isso: ”Quaisquer impactos de desempenho dependem da carga de trabalho e para usuário médio do computador não devem ser significativas e serão atenuados ao longo do tempo”, diz um porta-voz da Intel. No entanto, a Intel não aborda o impacto óbvio que isso teria os servidores.

A empresa está recomendando que os usuários finais “verifiquem com o fabricante do sistema operacional ou o fabricante do sistema e apliquem as atualizações disponíveis assim que estiverem disponíveis”.

Veja abaixo a declaração da Intel na íntegra:

“A Intel e outras empresas de tecnologia foram informadas de novas pesquisas de segurança que descrevem métodos de análise de software que, quando utilizados para fins maliciosos, têm o potencial de coletar dados sensíveis de dispositivos informáticos que funcionam como projetado de forma inadequada. A Intel acredita que essas explorações não têm o potencial de corromper, modificar ou excluir dados.

Os relatórios recentes de que essas explorações são causadas por um “erro” ou uma “falha” e são exclusivos dos produtos da Intel estão incorretos. Com base na análise até à data, muitos tipos de dispositivos de computação – com processadores e sistemas operacionais de diferentes fornecedores – são suscetíveis a essas explorações.

A Intel está comprometida com a segurança do produto e do cliente e está trabalhando em estreita colaboração com muitas outras empresas de tecnologia, incluindo a AMD, ARM Holdings e vários fornecedores de sistemas operacionais, para desenvolver uma abordagem para resolver esta questão de forma rápida e construtiva. A empresa começou a fornecer atualizações de software e firmware para mitigar essas façanhas. Ao contrário de alguns relatórios, qualquer impacto no desempenho depende da carga de trabalho e, para o usuário médio do computador, não deve ser significativo e será atenuado ao longo do tempo.

A empresa está comprometida com as melhores práticas da indústria de divulgação responsável de potenciais problemas de segurança, razão pela qual a Intel e outros fornecedores planejaram divulgar esse problema na próxima semana, quando mais atualizações de software e firmware estarão disponíveis. No entanto, a Intel está fazendo esta declaração hoje devido aos atuais relatórios imprecisos da mídia.

Verifique com o fornecedor do sistema operacional ou o fabricante do sistema e aplique as atualizações disponíveis assim que estiverem disponíveis. Seguir boas práticas de segurança que protegem contra malwares em geral também ajudará a proteger contra a possível exploração até que as atualizações possam ser aplicadas.

A Intel acredita que seus produtos são os mais seguros do mundo e que, com o apoio de seus parceiros, as soluções atuais para esta questão oferecem a melhor segurança possível para seus clientes.”

Via Intel

Post Author: Oliver Brum

Editor - Graduado em Marketing e hard user de tecnologia